Visual Capitalist

Como ser vizinho de Ronaldo em Estepona? Pagando menos 400 mil euros que ele por uma casa – idealista.pt/news

Se alguma vez sonhaste ser vizinho de um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos, eis a oportunidade. Cristiano Ronaldo oferece-a de “bandeja”, ainda que tenhas de ter um milhão de euros e, claro, querer viver ou passar o verão numa das melhores áreas da Costa do Sol, em Espanha.

Há algumas semanas, o jornal britânico The Sun avançou a notícia de que a estrela portuguesa havia comprado uma moradia exclusiva em Estepona (Málaga) por 1,3 milhões de libras, cerca de 1,42 milhões de euros. A casa de luxo está localizada no complexo La Resina Golf & Country Club e ainda não está construída, embora alguns detalhes já sejam conhecidos – terá quatro quartos, um ginásio privado, uma sala de cinema, um grande espaço ao ar livre com piscina, bem como vistas espetaculares do Mar Mediterrâneo. Esta é a localização:

Estepona

A localização / Grupo Otero

O complexo inclui várias outras moradias, além da que o ex-jogador do Real Madrid comprou, e todas estão disponíveis no idealista. As “mais baratas” são comercializadas pela Cávaca Inmobiliaria, pela Serneholt Estate e pela CasaOnline. Esta última agência é a única que comercializa as sete propriedades disponíveis no projeto.

Todas as moradias incluem quatro quartos e três ou quatro casas de banho, embora com diferentes superfícies. Os terrenos variam entre 1.058 e 1.151 metros quadrados (m2), enquanto as casas têm entre 300 e 404 m2. Os terraços têm entre 62 e 133 m2 e as piscinas são de aproximadamente 35 e 42 m2.

Todas elas estão à venda a partir de 985.000 euros (ou seja, cerca de 400.000 euros menos que o valor pago por Ronaldo), ainda que a mais cara alcance os 1,35 milhões de euros. Segundo explicaram as agências ao idealista/news, o preço inclui a compra do terreno, a construção da casa, eletrodomésticos e mobiliário (exceto mobília móvel, como mesas e cadeiras). Até há pouco tempo eram vendidas por 1.295 milhões de euros, embora o preço tenha baixado quando o projeto mudou de mãos.

O desenvolvimento destas moradias é atualmente realizado pelo Grupo Otero, que está há poucas semanas com o projeto. Esta empresa é especializada em “project management”, ou seja, é responsável por encontrar o lote perfeito para cada cliente, solicitar as licenças, projetar a casa, construí-la, etc..

De acordo com a empresa, o complexo inclui terrenos para construir oito moradias, das quais sete ainda estão disponíveis, e que são destinadas principalmente a compradores estrangeiros, especialmente britânicos, nórdicos e russos, ainda que o projeto esteja a captar o interesse dos compradores nacionais (espanhóis).

O design do exterior das moradias admite poucas alterações, embora o Grupo Otero reconheça que as mudanças podem ser feitas a pedido do cliente, como por exemplo nos quartos, eletrodomésticos, piscina ou acabamentos interiores. A construção de cada moradia durará cerca de dois anos, entre o pedido de licenças e a entrega das chaves.